Arquivo da categoria: História

Anotações históricas do CEDOM e da Região.

Oficina Fotovideorrepórter do Cedom

A Oficina Fotovideorrepórter do Cedom, realizada em 2009, com 70 alunos inscritos, foi um projeto desenvolvido pelos ex-alunos Regina Azevedo (jornalista, editora de livros e professora do PECE-Poli-USP nas áreas de Comunicação e Motivação) e Mauro Rubens (psicólogo de formação, desenvolvedor de softwares e produtor de conteúdos e diretor de WebTV).

Objetivo: formar fotovideorrepórteres, visando à cobertura da FEIRA CULTURAL , que aconteceu no final de outubro, cobrindo os mais variados temas e envolvendo os alunos na sua totalidade.

Conteúdo e carga horária: 12 horas – 6h teóricas (fundamentos da fotografia, princípios de foto-reportagem e edição de fotos e vídeos) + 6h práticas (captação, produção e edição de fotos realizadas no Cedom).

VÍDEOS:

“Armas da Paz”(por Regina Azevedo).

 

Reunião de Diretoria_29/08/2009

INFORMES E ENCAMINHAMENTOS

1. CANAL FUTURA

O Canal Futura esteve no Cedom no último dia 28/08, para fazer uma matéria sobre nosso trabalho junto à escola. Foram entrevistados ex-alunos e alunos atuais que participam de nossos projetos, a diretora do Cedom, o Prof. Gelson Iezzi (coordenador do CDT-Cedom) e Cecília Gamboa (mãe de alunos que participam do CDT e também nossa colaboradora no cedom.net) . Consideramos que esse é um passo importante para a divulgação e o fortalecimento de nosso trabalho. Ainda não sabemos quando a matéria irá ao ar – tão logo tenhamos essa informação, divulgaremos.

2. REATIVAÇÃO DA BIBLIOTECA DO CEDOM

Conforme nosso projeto original, a partir do reinício das aulas (17 de agosto), foram retomadas as atividades da biblioteca circulante da escola. O atendimento é feito, em esquema de plantões voluntários, pelos ex-alunos Amélia Nogueira, Osvaldo Yasuda e Júlio Yasuda, contando também
com a colaboração voluntária da aluna Thaís da Silva Bragante (1° ano do Ensino Médio). Além dos plantões de atendimento, a equipe de voluntários está catalogando/informatizando o acervo. Já temos mais de 2000 livros no catálogo on line, no qual é possível fazer busca por autor ou título.

Um ponto importante a ser ressaltado é que temos mantido contatos regulares com o CRE Mario Covas (SEE), dentro de uma perspectiva de integração com o projeto oficial de Revitalização das Salas de Leitura, que deverá ser implantado no Cedom em 2010.Enquanto aguardamos essa iniciativa, pretendemos fazer pequenas melhorias no espaço físico da biblioteca, visando torná-lo mais estimulante para os usuários. Para tanto, contamos com a orientação de nosso colega, o arquiteto Walter Gonçalves, e vamos pedir a colaboração da comunidade de ex-alunos – tanto para a aquisição de materiais quanto para mutirões de reorganização do espaço.

3. FEIRA CULTURAL

De forma integrada com os professores, estamos participando ativamente da organização de uma Feira Cultural (parte do Plano Pedagógico da escola), que deverá ocorrer em outubro. O projeto Foto Vídeo Repórter do Cedom, sob responsabilidade dos colegas Mauro Rubens e Regina Azevedo, faz parte dessas atividades e prevê a realização de oficinas de edição de vídeo com os alunos interessados, tendo por objetivo documentar o evento e orientar outros trabalhos audiovisuais que serão apresentados por alunos na Feira.

4. MEMORIAL DA ESCOLA PAULISTA

A partir do contato que tivemos com o CRE Mário Covas, fomos convidados para uma conversa com a equipe do Memorial da Escola Paulista (SEE), para trocar informações e avaliar possibilidades de parceria envolvendo projetos relativos à memória do Cedom. A reunião acontecerá no próximo dia 2 de setembro.

5. CDT-CEDOM

Faremos uma reunião com os ex-alunos patrocinadores do CDT-Cedom e outros colegas interessados, para discutir a continuidade do projeto em 2010, especialmente no que se refere a novas alternativas para captação de recursos. Como data preliminar, a ser ainda confirmada, foi definido o dia 25 de setembro.

6. SITE CEDOM.NET

Foi definido um grupo de trabalho para discutir a reestruturação do site, em conjunto com Osvaldo Yasuda, Juliane de Freitas e outros participantes do Clube de Informática. Fazem parte desse grupo: Elaine Ferreira, Mauro Rubens e Regina Azevedo.

7. ANIVERSÁRIO DA AECEDOM

Estamos planejando um jantar para celebrar o primeiro aniversário da AECEDOM, previsto para novembro, solicitando aos associados sugestões de um local para sua realização, preferencialmente de algum ex-aluno que tenha um espaço do tipo Buffet, onde pudéssemos nos reunir sem pressa, contratando o serviço a um preço fixo.

Revitalização da Sala de Leitura _Relatório 01

 

Numa iniciativa da AECEDOM, em parceria com a direção da escola, este projeto tem por objetivo retomar as atividades da Biblioteca Santos Dumont, dotando-a de uma estrutura mais moderna e funcional, permitindo que alunos e professores usufruam de seu vasto e importante acervo.

SITUAÇÃO ENCONTRADA

Os trabalhos tiveram início no mês de março/09, com os associados/voluntários Osvaldo Yasuda, Maria Amélia Nogueira e Armen Mardikian, tendo ficado estabelecidos os períodos das terças e sextas- feiras, das 14h às 17h, para a realização dos trabalhos. Abaixo, breve relato sobre a situação encontrada:

– Biblioteca com a sua atividade principal desativada. Segundo informações, uma funcionária da secretaria prestou serviços na biblioteca até meados de 2008. Alguns professores utilizam-se do acervo para suas aulas e das instalações para a exibição de filmes para os alunos.

– O espaço livre da biblioteca estava praticamente todo tomado pelos livros e apostilas didáticas enviados pela Secretaria da Educação para serem distribuídos aos alunos.
O trabalho inicial, portanto, foi de auxiliar na distribuições final destes materiais e transferir o que restou para outro espaço, deixando o espaço livre da biblioteca para circulação e utilização pelos alunos e para as reuniões do projeto do CDT (reunião com alunos e pais e a instalação da biblioteca quinzenal).

– Toda a operação da biblioteca, até então, estava sendo realizada através de controles manuais, por fichas e anotações em livros de controles. Não se conseguiu localizar o cadastro completo do acervo da biblioteca.

– As instalações físicas da biblioteca em vários aspectos encontram-se degradadas: há infiltração de água no teto, algumas prateleiras de aço estão amassadas, pintura desgastada, persianas necessitando de conserto, necessidade de recolocação de vidros quebrados, manutenção de janelas, verificação e combate aos cupins, fixação de tacos (foram fixados alguns) e renovação do cascolac.

– Na biblioteca, estão ainda guardados uma série de troféus conquistados pelos alunos, ao longo de décadas de participação em competições, e que se encontram em péssimas condições, necessitando de restauração.

DESENVOLVIMENTO DOS TRABALHOS

Feito o levantamento da situação da biblioteca e após a etapa de liberação da área que estava sendo ocupada pelos livros didáticos, passou-se à fase de reestruturação propriamente dita.

– Dada a necessidade de informatização das rotinas, o Osvaldo passou a pesquisar programas gratuitos para a operação de bibliotecas, tendo selecionado o “Open biblio”. Foram realizados testes para conhecer seus recursos, além da tradução para o português, sendo o mesmo considerado adequado às necessidades.

– Foi cedido à biblioteca um computador com acesso à internet. Está ainda prometida uma impressora.

– Passou-se a discutir como e o que catalogar, do acervo existente. Após discussões, concluiu-se que o conceito moderno de biblioteca é o de abranger apenas publicações de leitura (circulante) – e não os livros didáticos.

– Foram estabelecidos critérios para a catalogação do acervo. Estão sendo utilizados alguns códigos como: “CDD” – Código Decimal Dewet, o “Cutter” – código de identificação do autor e do título da obra – o ISBN e o “tombo” já existente. Está sendo colada uma etiqueta, na lombada da publicação, com alguns códigos, e em seguida, os dados da publicação são cadastrados no programa. As publicações estão sendo guardadas nas prateleiras em ordem crescente do código “CDD”.
Dessa forma, o acervo poderá ser consultado pelo interessado a partir do site: www.cedom.net/biblioteca.

– Foi feito um inventário preliminar, que constatou a existência de cerca de 14.000 publicações na categoria “circulante”.

– Dado o grande volume de publicações apurado, o nº de voluntários e os períodos de tempo disponíveis para a realização do serviço, seriam necessários cerca de 3 anos para se completar a catalogação.
Assim, foi estabelecida uma meta inicial para a catalogação de 1.000 títulos escolhidos entre os mais interessantes para os alunos (pelo tema, autor, importância da obra, etc), até o final de julho, permitindo uma retomada das atividades com este pequeno acervo a partir do início do 2º semestre letivo – agosto/09.
A reabertura da biblioteca seria marcada por um evento – um coquetel, por exemplo.
Até o momento, já foram catalogados cerca de 250 títulos (em média são catalogados 50 títulos em cada sessão).
Paralelamente ao funcionamento da biblioteca, teria continuidade a catalogação do restante do acervo.

– O desenvolvimento dos trabalhos tem sido constantemente divulgado entre os professores, funcionários e mesmo alunos, que têm demonstrado muito interesse na retomada as atividades da biblioteca. A divulgação também é feita através do site cedom.net.

– Aos voluntários iniciais, juntou-se mais recentemente o Júlio (irmão do Osvaldo e ex-aluno) mas, por outro lado, Armen, em meados de maio, deixará de apoiar diretamente o projeto, pois voltará ao mercado de trabalho. Há uma procura constante por novos voluntários para o projeto.

– Através de um quadro existente na biblioteca, soube-se que a mesma encontra-se registrada no Conselho Regional de Biblioteconomia, desde 1967.

– Durante o desenvolvimento desta etapa, soube-se que o Cedom foi incluído no projeto de Sala de Leitura da Secretaria de Educação, ainda para este ano (2º semestre), o que implicará no recebimento de um novo acervo, mobiliário específico, designação de professor readaptado e estagiário para a implantação do projeto.

– Todas as etapas do trabalho estão sendo informadas e discutidas com a direção da escola (diretora, coordenadoras e alguns professores). Neste período, houve uma reunião do conselho e o tema da reativação da biblioteca foi mencionado, não tendo sido registradas reações adversas.

NOVAS ETAPAS / DESAFIOS

Com o desenrolar dos trabalhos e as informações colhidas ao longo deste período, apresentamos a seguir as próximas etapas e necessidades a se ter em conta para este projeto.

– Estabelecimento de normas/condições para o funcionamento da biblioteca:
(responsável pela biblioteca, dias e horários de abertura, normas de procedimentos, etc.).

– Como o projeto da Sala de Leitura, a ser implantado, poderá se interligar com a biblioteca atual? O responsável pela Sala de Leitura poderá também cuidar do acervo da biblioteca?

– Como poderão ser viabilizadas as melhorias necessárias à infraestrutura do espaço da biblioteca? A escola passa por uma ampla reforma, será que algumas destas necessidades não poderiam ser contempladas nesta reforma?

– Organização do evento da reabertura da biblioteca.

– Definição do destino dos livros didáticos existentes no acervo atual.

Relatório elaborado por Armen Mardikian – maio/2009


Published by Regsam on 19/05/2009 (165 reads)

Apoio à Revitalização da Sala de Leitura (Biblioteca Santos Dumont)

Projeto
SUMÁRIO

Apoio à revitalização da sala de leitura da escola (Biblioteca Santos Dumont), visando contribuir para a dinamização do espaço, disponibilização do acervo para os alunos e professores e desenvolvimento de atividades de incentivo à leitura.

OBJETIVOS

· Colaborar na reorganização do espaço físico;
· Colaborar na organização e informatização do acervo;
· Colaborar na disponibilização do acervo para os alunos;
· Colaborar no desenvolvimento de atividades de incentivo à leitura.

JUSTIFICATIVA

A partir deste ano de 2009, a Secretaria de Estado da Educação deu início à implantação de um novo projeto para as salas de leitura (Resolução SE – 18-02-2009), prevendo não apenas a compra de mobiliários e computadores como também a presença de professores e estagiários especialmente capacitados para coordenar as atividades e manter plantão de 8 horas diárias de atendimento. Entretanto, o cronograma não prevê a implantação do projeto na E.E. Dr. Octávio Mendes em 2009 (a previsão é que todas as escolas sejam incluídas até o final de 2010). Assim sendo, consideramos oportuno e relevante apresentar alternativas a curto prazo, que possam, já em 2009, permitir a plena reativação do espaço e sua utilização pelos alunos, a informatização do acervo e o desenvolvimento de atividades de estímulo à leitura.

PÚBLICO–ALVO

Conjunto dos alunos da E. E. Dr. Octávio Mendes – 2° ciclo do Ensino Fundamental (período vespertino) e Ensino Médio (períodos matutino e noturno), num total de aproximadamente 1800 alunos.

OPERACIONALIZAÇÃO/PASSOS

· Levantamento da situação da sala de leitura, em termos da possibilidade de utilização do espaço físico;
· Levantamento da situação do acervo, em termos de catalogação e informatização;
· Contatos com a Secretaria de Educação e outros órgãos públicos envolvidos para conhecer detalhes acerca do Programa Nacional do Livro Didático e do novo projeto para as salas de leitura;
· Reorganização do espaço físico da sala de leitura;
· Consulta à Direção, Conselho de Escola e professores das diversas matérias com relação à possibilidade de se selecionar e disponibilizar um acervo mínimo para empréstimo aos alunos;
· Informatização desse acervo mínimo, se possível já utilizando o mesmo programa de catalogação que será adotado pela Secretaria da Educação;
· Divulgação do acervo através do site.
· Constituição de um grupo de voluntários (ex-alunos e/ ou pais) para garantir o atendimento dos alunos pelo menos uma vez por semana em cada um dos períodos
(apenas para retirada/ devolução de livros);
· Apoio à realização de eventos e atividades de incentivo à leitura (sempre de forma conectada ao Plano Pedagógico da Escola, especialmente com relação à disciplina Língua Portuguesa).

INDICADORES DE RESULTADOS

· Rotina semanal de atendimento implantada nos três períodos;
· N° mensal de alunos que retiram livros;
· N° mensal de livros retirados
· N° de eventos/atividades de incentivo à leitura realizados.

RECURSOS MATERIAIS

O espaço físico é ótimo, sendo necessárias apenas algumas melhorias, como pintura, aplicação de resina no piso e reforma de persianas/cortinas. Também é necessário renovar o mobiliário – mas como o projeto do CRE Mário Covas prevê ações nesse sentido, devemos aguardar.

RECURSOS HUMANOS

Grupo de no mínimo três voluntários para ajudar a organizar e informatizar o acervo e garantir, através de plantões, o atendimento regular dos alunos até que a escola seja incluída no programa “Sala de Leitura” da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

CUSTO / CAPTAÇÃO DE RECURSOS

· QUANTO À CATALOGAÇÃO/ REESTRUTURAÇÃO DO ACERVO E RETOMADA DA BIBLIOTECA CIRCULANTE: Como se trata basicamente de reativar recursos já disponíveis na própria escola, o projeto não implicará em custos, exceto, talvez, pequenas despesas (etiquetas, fichas etc.), as quais poderão ser assumidas pelo próprio Grupo de Trabalho.

· QUANTO ÀS MELHORIAS NO ESPAÇO FÍSICO
Este tópico deverá gerar um subprojeto específico. Será necessário elaborar memorial descritivo/ orçamento e submeter à aprovação da escola e outras instâncias competentes da Secretaria da Educação. Cumprida essa etapa, a Associação buscará patrocinadores privados.

CRONOGRAMA

· Levantamento inicial da situação da sala de leitura (espaço físico e acervo): março/abril de 2009;
· Submissão do projeto à aprovação do Núcleo Gestor e Conselho da escola: abril de 2009;
· Definição, organização e informatização do acervo mínimo: abril a julho de 2009;
· Constituição, definição de rotinas e treinamento da equipe de voluntários: abril a julho de 2009;
· Divulgação e implantação do projeto: agosto de 2009.
· Atividades de incentivo à leitura: setembro/outubro de 2009

OBSERVAÇÕES FINAIS

Tal como no caso das melhorias no espaço físico da Biblioteca Santos Dumont, o desenvolvimento de atividades culturais e de incentivo à leitura deverá gerar subprojetos específicos, de modo a facilitar a captação de recursos.

* Clique nos arquivos anexos para conhecer o projeto elaborado por nosso colega, o arquiteto e paisagista Walter Gonçalves, para a Sala de Leitura do Cedom.

Planta

 

 

 

Revitalização da Sala de Leitura _Relatório 01

Relatório 2, elaborado pelo colega Osvaldo Yasuda – outubro/2010.

 


Published by Regsam on 02/04/2009 (469 reads)

O QUE É O CDT

CDT – Centro de Desenvolvimento de Talentos

O Centro de Desenvolvimento de Talentos – CDT é um projeto educacional e de inclusão sociocultural voltado para o aluno da escola pública, idealizado pelo Prof. Gelson Iezzi, educador e autor de vários livros didáticos de Matemática.

No Cedom, o projeto é desenvolvido em parceria com a Associaçăo de Ex-alunos (AECEDOM), com recursos financeiros provenientes de doaçőes de ex-alunos e simpatizantes. Atualmente, o CDT Cedom conta com 16 patrocinadores.

Sua filosofia é valorizar o mérito, estimulando o potencial dos melhores alunos. Seu objetivo é dar apoio educacional a esses alunos, através de açőes que complementem a formação escolar, ampliando suas oportunidades de ingressar no mercado de trabalho e prosseguir nos estudos, cursando universidades de primeira linha.

O QUE O CDT OFERECE:

* Bolsas de estudos (Informática, Inglês, Pré-vestibulinho, Pré-vestibular);
* Atividades pedagógicas extracurriculares, com ênfase na orientação profissional;
* Atividades culturais e de incentivo à leitura.

O CDT não tem finalidades comerciais nem qualquer conotação religiosa ou político-partidária. As bolsas são integralmente financiadas pela Associação de Ex-alunos (AECEDOM), sem nenhum custo para a escola ou para os alunos e todas as atividades são desenvolvidas por voluntários (também ex-alunos).

REUNIÃO GERAL – 7 DE FEVEREIRO DE 2009

 

Palestra da Profª Sidnéia Araújo,

Diretora do Cedom “Situação atual e necessidades da escola”.
Principais pontos:

– O Cedom está passando por uma ampla reforma – quadras, cozinha, refeitório, vestiários e piscina – e será totalmente acessibilizado para portadores de deficiência, com rampas para o teatro, elevador, banheiros acessíveis. No entanto, no que diz respeito ao teatro, ainda há necessidade de algumas reformas, não contempladas pelo projeto atualmente em andamento (reforma do teto, cadeiras e camarins). No tocante à piscina, uma vez concluída a reforma, será necessário captar recursos para garantir sua manutenção e funcionamento.
– Uma das principais questões a serem enfrentadas pela escola é garantir o funcionamento da Biblioteca, uma vez que não há funcionário para o atendimento e organização do serviço – o que, na prática, inviabiliza o acesso dos alunos ao acervo. O cargo de bibliotecário não existe nos quadros da Secretaria da Educação. Por razões de ordem legal e administrativa, também não é possível (ao menos no momento) contratar profissionais através da APM – ou mesmo da Associação de Ex-alunos.
– A Sala de Informática foi ampliada e irá funcionar nos moldes do programa Acessa Escola (detalhes no link www.acessaescola.sp.gov.br), com monitores contratados pela Secretaria da Educação.
– Quanto ao alunado, uma característica que merece ser ressaltada é o fato de, ao contrário do que ocorria no passado, a maioria morar em bairros distantes da escola, havendo ainda a expectativa de que o Cedom apresente um diferencial em relação a escolas públicas da periferia.
– A principal expectativa da escola com relação à atuação dos ex-alunos é o desenvolvimento de projetos que possam contribuir para despertar a motivação e o interesse dos alunos pelo estudo, favorecendo a sociabilidade, a integração e a construção de uma visão de futuro.
– Finalizando, a Diretora explicou que qualquer projeto a ser desenvolvido na escola deverá ser submetido à aprovação do Conselho de Escola.

PLANO DE TRABALHO 2009

– PROJETOS JÁ EM ANDAMENTO

– Site da comunidade escolar (cedom.net) – implantado em 2006, o site é mantido e administrado por ex-alunos, contando também com a participação de alguns professores, pais e alunos. É importante que esse projeto seja incrementado e aperfeiçoado em 2009, sendo necessário contar com novos colaboradores.

– Apoio ao Projeto CDT/Cedom – O coordenador do projeto, Prof. Gelson Iezzi, fez uma exposição. O CDT já está em fase de implantação no Cedom, devendo atender cerca de 60 alunos. Os custos e a operacionalização são assumidos pela equipe do CDT, sendo que a AECEDOM se empenhará em desenvolver projetos de captação de recursos para consolidar e ampliar esse trabalho, além de dar suporte e colaboração, através da participação direta de alguns ex-alunos nas atividades.

Os colegas que se identificarem com um desses projetos, poderão já se inscrever nos respectivos grupos de trabalho: GT-Site e GT-CDT/Cedom (contato: aecedom@cedom.net).

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE NOVOS PROJETOS

– Para apresentar projetos é necessário que o proponente seja associado à AECEDOM;
– Considerando as finalidades da AECEDOM, definidas em nosso estatuto,
os projetos podem ser voltados tanto para a escola e os alunos, quanto para os ex-alunos;
– Sugestões e propostas podem e devem ser encaminhadas livremente; porém, para se efetivarem como projetos, é necessário que sejam assumidas por grupo de trabalho específico, o qual se responsabilizará pela sua execução, prestando contas periodicamente à diretoria da AECEDOM;
– Os projetos devem ser encaminhados por escrito e serão selecionados pela Diretoria da AECEDOM. Aqueles que envolverem diretamente a escola e os alunos serão também submetidos ao parecer da equipe gestora do Cedom e à aprovação do Conselho de Escola;
– Os recursos que vierem a ser captados pelos diferentes projetos através da pessoa jurídica da AECEDOM serão exclusivamente direcionados a eles;
– Para facilitar a análise e seleção, as propostas devem contemplar os seguintes itens:

Sumário (com os pontos principais)
Objetivos (gerais e específicos)
Justificativa (a importância ou necessidade da proposta do projeto)
Público –alvo e n° de pessoas a serem atendidas ou beneficiadas
Operacionalização e metodologia (quando couber)
Indicadores de resultados (mensuráveis)
Recursos materiais e humanos necessários
Custo e propostas de captação de recursos
Cronograma (etapas do trabalho/prazos)

– Os projetos serão acompanhados sistematicamente pela Diretoria da AECEDOM que, por sua vez, apresentará Relatório Anual à Assembléia Geral.

Reunião de Diretoria_31/01/2009

 

PAUTA

1- Assuntos administrativos
2- Organização interna
3- Plano de Trabalho 2009 – Projetos já em andamento
4- Plano de Trabalho 2009 – Novos projetos/dIRETRIZES

1. Assuntos administrativos

– Será necessário contratar os serviços de um contador para providenciar nosso registro
na Receita Federal (CNPJ) e a abertura de conta em banco.Ronaldo (tesoureiro), Amélia e Walter (conselheiros) vão fazer um levantamento de preços.O registro na PMSP será feito pela Internet, por Regina Sampaio.

– Será elaborado um sistema para agregar e organizar as informações da contabilidade da AECEDOM, sendo que a contabilidade propriamente dita ficará a cargo de Ronaldo e Roberto Tavares, nossos tesoureiros.

– Procedimento para cobrança de anuidade: depósito em c/c da Associação, comprovação por e-mail ou fax; recibo também por e-mail ou fax.

2. Organização interna / divisão de tarefas

– Comissão de Eventos: Regina Azevedo e Walter Gonçalves

– Comissão de Comunicação (gestão de conteúdo do site aecedom, TVaecedom, comunidade no orkut ): Amélia, Elaine, Regina Azevedo e Mauro Rubens.

– Ampliação do quadro de associados: todos irão desenvolver esforços nesse sentido. As orientações para inscrição já estão publicadas em nosso site.

3. Plano de Trabalho 2009 – Projetos já em andamento

– Site da comunidade escolar (cedom.net) – implantado em 2006, com manutenção financeira do colega Darcy Nogueira, manutenção técnica do colega Osvaldo Yasuda e gestão de conteúdo dos colegas Elaine Ferreira, Osvaldo Yasuda e Regina Sampaio. O site conta também com a colaboração de alguns professores, pais e alunos. É importante que esse projeto seja incrementado e aperfeiçoado em 2009, sendo necessário contar com novos colaboradores.

– Apoio ao Projeto CDT/Cedom – esse projeto já está em fase de implantação, devendo atender cerca de 60 alunos (o número definitivo será fixado a partir das entrevistas). Os custos e a operacionalização são assumidos pela própria equipe do CDT, sendo que a AECEDOM se empenhará em desenvolver projetos de captação de recursos para consolidar e ampliar esse trabalho, além de dar suporte e colaboração, através da participação direta de alguns ex-alunos nas atividades.

– Os colegas que se identificarem com um desses projetos, poderão já se engajar nos respectivos grupos de trabalho: GT- Cedom.net e GT- CDT/Cedom.

4. Plano de Trabalho 2009 – Novos projetos

– Em nossa próxima reunião geral, a ocorrer no dia 7 de fevereiro, os associados terão oportunidade de apresentar sugestões de novos projetos. Em função disso, foram definidas algumas diretrizes para o encaminhamento de propostas:

· Os projetos deverão ser encaminhados por escrito e serão selecionados pela diretoria da AECEDOM, com a participação da diretora da escola (que é também associada);
· As pessoas que apresentarem o projeto deverão se responsabilizar por sua execução, com acompanhamento da diretoria.
· As propostas deverão conter os seguintes itens:

Objetivos gerais e específicos (resultados esperados)
Operacionalização e metodologia (quando couber)
Público-alvo
Número de alunos a serem atendidos/ beneficiados
Indicadores de resultados (mensuráveis)
Recursos materiais e humanos necessários
Orçamento e possíveis fontes de recursos financeiros

5. Pauta e dinâmica da reunião do dia 7 de fevereiro (14h -16h30min)

 

Abertura: objetivos da reunião
Primeira parte: palestra da Profª Sidnéia (60 minutos – 30 p/ exposição e 30 p/ perguntas)
Intervalo
Segunda parte: breve exposição sobre os dois projetos já em andamento e sobre as diretrizes para apresentação de novos projetos (30 minutos)
Debate
Encerramento: encaminhamentos práticos.

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL PARA FUNDAÇÃO DA AECEDOM

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL PARA FUNDAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE EX-ALUNOS DO COLÉGIO ESTADUAL DOUTOR OCTÁVIO MENDES

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e oito, às doze horas e trinta minutos, na Rua Voluntários da Pátria, n° 3.422, Santana, nesta Capital, reuniram-se as pessoas relacionadas na Lista de Presença que vai devidamente por elas assinada, por si e na qualidade de representantes dos que lhes outorgaram as procurações que integram a referida Lista, tendo por finalidade, única e exclusiva, fundar uma associação de direito privado,sem fins econômicos,sem cunho político ou partidário,que garanta a permanência do vínculo dos Associados com o Colégio Estadual Doutor Octávio Mendes, de que são ex-alunos ou professores. Para presidir os trabalhos, foi indicada, por aclamação, a Sra. Rosalba Facchinetti, que escolheu a mim, Arabella Maria Sampaio de Castro, para secretariá-la. Abrindo a sessão, a Sra. Presidente deu a palavra à Sra.Regina Maria Pereira Sampaio, que enfatizou a necessidade de se constituir uma associação capaz de aglutinar forças e representar as aspirações dos presentes junto ao Poder Público e à iniciativa privada e relembrou a evolução do movimento de ex-alunos,que se iniciou no ano de dois mil e cinco,com o projeto “Cedom Ontem e Hoje”. A Sra. Presidente, em seguida, submeteu à votação proposta da denominação social e do endereço sede da entidade, que, discutida, foi imediatamente aprovada, por unanimidade, da seguinte forma: Associação de Ex-alunos do Colégio Estadual Doutor Octávio Mendes, também denominada AECEDOM, com sede no Município de São Paulo, Estado de São Paulo, Brasil, na Avenida Bernardino de Campos, n°327, conjunto 13, Paraíso, CEP 04004-050. Ainda com a palavra, a Sra. Presidente distribuiu aos presentes cópias do estatuto social a ser discutido, já de conhecimento geral, o qual, após ser integralmente lido e debatido, restou aprovado, por unanimidade, e segue em anexo, como parte inseparável da presente ata, para todos os fins de direito, ficando, portanto, definitivamente constituída a associação AECEDOM. Em ato contínuo, a Sra. Presidente deu início ao processo eletivo,visando compor os cargos da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal,apresentando à assembléia os candidatos anteriormente inscritos, submetendo-os à votação. Após a contagem dos votos, acompanhada por todos, ficaram a Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal compostos da seguinte forma: na Diretoria Executiva, como Presidente, Rosalba Facchinetti , brasileira (…); Vice-presidente, Elaine Rosa Ferreira, brasileira (…); Primeira Secretária, Regina Maria Pereira Sampaio, brasileira (…); Segunda Secretária, Arabella Maria Sampaio de Castro, brasileira (…); Primeiro Tesoureiro, Ronaldo Francelino de Souza, brasileiro(…) e Segundo Tesoureiro, José Roberto Lusvardi Tavares, brasileiro (…) . No Conselho Fiscal, os membros titulares Walter Gonçalves Júnior, brasileiro (…); Paulo França Pinto Carvalho, brasileiro (…) e Maria Amélia de Oliveira Nogueira, brasileira (…) e os suplentes, Regina Maria Azevedo, brasileira (…); Mauro Rubens da Silva, brasileiro (…), e Aquiles Leonardo Pisanelli, brasileiro (…). De imediato, foram os eleitos empossados para a gestão a se iniciar em vinte e nove de novembro do ano de dois mil e oito e a findar em vinte e nove de novembro do ano de dois mil e dez. A Sra. Presidente deu a palavra a quem quisesse se manifestar, sendo apresentada a proposta da fixação de uma contribuição anual, a ser paga pelos associados contribuintes. Após discussão, foi a proposta aprovada e estabelecido o valor de R$30,00 (trinta reais) anuais, pela maioria dos presentes, computando-se também alguns votos por procuração. A Sra. Presidente proclamou o resultado da votação e a aprovação do valor fixado, declarando permanecer aberta a possibilidade de manifestação dos presentes. Alguns associados propuseram fazer doações em dinheiro, a fim de subsidiar as despesas iniciais de implantação da AECEDOM, o que foi aprovado e imediatamente concretizado, procedendo-se à arrecadação, a qual totalizou R$1.410,00 (hum mil e quatrocentos e dez reais) a ficarem, provisoriamente, na guarda da Sra. Regina Maria Pereira Sampaio.
Nada mais havendo para ser tratado, a Sra. Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente Assembléia Geral, determinando a mim, que servi como secretária, que lavrasse a presente ata e a levasse a registro junto aos órgãos públicos competentes para surtir os efeitos jurídicos necessários.

A presente segue assinada por mim e pela Sra. Presidente e por todos os eleitos, como sinal de sua aprovação.

AECEDOM_Relatório da Reunião Preparatória de 18/10/08

RELATÓRIO DA REUNIÃO DE 18/10/08, cujo objetivo foi discutir a proposta de criação de nossa entidade.

I – A ASSOCIAÇÃO COMO ANTIGA ASPIRAÇÃO DA COMUNIDADE DE EX-ALUNOS

 

Regina Sampaio apresentou um breve histórico da atuação dos ex-alunos no Cedom, ressaltando que a criação de uma Associação era uma idéia presente desde o início do movimento:

· A partir de encontros de confraternização entre ex-alunos, foi criada, no orkut, a comunidade “Dinossauros do Cedom” (Cedom-dinos, anos 50, 60, 70), que hoje conta com mais de 500 membros. Nessa comunidade nasceu a idéia dos Encontros Cedom Ontem e Hoje, já com a perspectiva de promover nossa aproximação com a escola e definir formas de colaboração. Ao longo de 2005 foram realizados três Encontros, todos com expressiva participação dos ex-alunos.

· Paralelamente, um grupo coordenado por nossa colega Marisa de Moraes iniciou os contatos com a equipe gestora da escola, com o objetivo de definir projetos de parceria, voltados tanto para a área pedagógica quanto para questões mais gerais (utilização dos terrenos do Cedom, piscina, etc).

· Com base nessas iniciativas, nossos vínculos com a escola foram se reforçando paulatinamente. Em 2006 foi implantado o projeto Clube de Informática, com o objetivo de viabilizar a gestão do site cedom.net pela própria comunidade escolar. Parte integrante desse projeto foi o curso de Criação e Administração de Site Web, ministrado a um grupo de alunos (ensino fundamental e médio) por nossos colegas Darcy Nogueira e Osvaldo Yasuda.

· Atualmente, nossa atuação na escola vem se dando principalmente através do site cedom.net, que conta com participação de professores, alunos e ex-alunos.

· No final do primeiro semestre deste ano, surgiu a possibilidade de implantação do projeto Centro de Desenvolvimento de Talentos – CDT lisinopril 40 mg. É em função dele que ressurge o impulso para retomar a proposta de criação de nossa entidade.

 

II – PROJETO CDT

 

O colega José Luiz Sampaio fez uma exposição sobre o projeto:
. O CDT é uma iniciativa de um grupo voluntário de professores, que já desenvolve esse trabalho há três anos em uma outra escola pública, a E. E. de São Paulo. O objetivo é dar apoio e assistência educacional aos alunos mais empenhados, através de ações que complementem a formação escolar, de forma a ampliar as oportunidades do aluno da escola pública para ingressar no mercado de trabalho e/ou prosseguir nos estudos, cursando uma universidade.

. O CDT atua através da concessão de bolsas de estudos para cursos de Informática, Inglês (conversação) e pré-vestibular; atividades de incentivo à leitura; atividades extracurriculares e culturais (organização de palestras, oficinas, visitas a museus, exposições, laboratórios, etc.) Todos os custos são assumidos pela própria equipe do CDT (inclusive custos de transporte para os alunos), que também se responsabiliza pelo acompanhamento de todas as atividades.

. O Projeto foi submetido ao Conselho de Escola e aprovado por unanimidade em reunião do dia 15/08/2008. No entanto, como os recursos do CDT são escassos, o atendimento no Cedom será limitado a um grupo de apenas 30 alunos. E é aí que entra a idéia da Associação de Ex-alunos.

. Constituída como associação sem finalidades econômicas, uma entidade dessa natureza (a exemplo do que ocorre em outras escolas públícas, como a E.E. Fernão Dias Paes e Colégio de Aplicação) poderá trazer grande contribuição não apenas para a ampliação desse projeto específico, como também para outros projetos que venham a se delinear no futuro. Tal contribuição pode se concretizar de diferentes maneiras: estabelecimento de parcerias com instituições públicas ou privadas, desenvolvimento de planos de captação de recursos e, principalmente, mobilização da própria comunidade, tirando partido pleno de sua grande riqueza e diversidade em termos de experiências profissionais.

 

III – ASPECTOS LEGAIS

 

A colega Vera Passos, advogada, falou sobre os requisitos e exigências legais para criação de uma Associação sem fins lucrativos, propondo a formação de uma comissão para detalhamento da proposta de estatuto.

Com a finalidade de estabelecer alguns parâmetros para esse trabalho, os participantes da reunião concordaram com algumas definições preliminares:

Seriam finalidades de nossa Associação:

· Congregar e promover o relacionamento social de ex-alunos, ex-professores , professores e simpatizantes da E.E.Dr. Octávio Mendes;
· Favorecer a preservação da memória da escola;
· Contribuir para integração da escola com a comunidade;
· Estabelecer parcerias com diferentes instituições, visando colaborar em questões de interesse da escola;
· Promover e apoiar ações de natureza educacional, social ou cultural, visando contribuir para o aprimoramento do ensino e o desenvolvimento dos alunos, com base nos valores de solidariedade, ética, responsabilidade e paz.

Órgãos de direção:

Além dos órgãos previstos pela legislação – Assembléia Geral, Diretoria e Conselho Fiscal – nossa Associação teria ainda um Conselho Educacional (5 a 10 membros com reconhecida experiência na área, indicados por qualquer Associado e eleitos pela Diretoria).

 

IV – ENCAMINHAMENTOS:

 

· Foram definidos dois grupos de trabalho: um para detalhar a proposta de estatuto e outro para divulgação / mobilização da comunidade para a realização da Assembléia de constituição da entidade. Cada grupo definirá seu próprio esquema de trabalho, formas de comunicação, etc.

Fazem parte do primeiro grupo: ADAGMAR ANDRIOLO; ARABELLA S. DE CASTRO; EDGARD TURATTO; JOSÉ LUIZ SAMPAIO e VERA PASSOS. Fazem parte do segundo grupo: ELAINE ROSA FERREIRA, PAULO FRANÇA PINTO CARVALHO; REGINA MARIA AZEVEDO; REGINA SAMPAIO e WALTER GONÇALVES JR.

· Como data para a realização da Assembléia Geral de constituição da entidade foi proposto o dia 29 de novembro (sábado). O Edital de Convocação deverá ser publicado com 15 dias de antecedência e a proposta final de estatuto será amplamente divulgada através de mala direta, das comunidades Cedom no orkut e dos sites cedom.net e cedom.multiply.